Alamoa

Por Daniel Bartolomei Vieira, Rafael Matta Menão, Ricardo Costa e Sandro Albertini
Agradecimentos especiais a Luiz Eduardo Ricon


Em alguns pontos do litoral em que há formações rochosas, nas praias ou em pleno mar, é onde dizem morar as belas e perigosas alamoas. Muitos navegantes, marinheiros, nativos locais e aventureiros já perderam a vida seguindo a aparição de uma alamoa pelas praias, atraídos arrebatadoramente e muito impressionados por sua beleza encantadora.

Atrativos Fatais. Sempre loira, de pele branca e completamente nua, os avistamentos da alamoa são frequentemente relatados durante a noite, quando há tempestades elétricas, e ela está sempre dançando nas areias. É tudo o que ela precisa para enfeitiçar os homens e fazer com que a sigam obstinadamente. Depois de a seguirem até sua morada em um penhasco litorâneo, os infelizes descobrem que a alamoa os espera, porém já não é tão bela, pois parte de seu corpo é esquelética e seu rosto está deformado em desespero. Se o homem atraído até ali não pula do penhasco de susto, a própria alamoa o joga lá de cima, pondo fim à perseguição

Poucos sobreviventes relatam que mesmo depois de fugirem, um facho de luz os persegue, pois a alamoa ainda os quer para algo. Menos ainda sobrevivem a isso e falam muito pouco a respeito.

Presas a um Tesouro. Muitos acreditam que a alamoa protege um tesouro, porém diferentemente disso, elas não estão guardando uma riqueza. Na verdade, elas estão presas a um tesouro. Poucos sabem deste fato, por isso a perda de objetividade ao persegui-las lhes custa a vida.

As alamoas, quando vivas, eram damas que sofreram um naufrágio junto com um tesouro que estava emocionalmente ligado a elas de alguma forma: um dote, uma herança ou simplesmente um objeto pessoal. Isso significa que em algum lugar do trajeto sob as águas entre a aparição de uma alamoa e o local onde ela elimina quem a persegue, está este tesouro.

A frustração das alamoas ao verem seus perseguidores não encontrando seu tesouro é que as leva a matar. Elas anseiam para que alguém o encontre, pois somente assim o espírito dela estará liberto do mundo material. O facho de luz enquanto elas perseguem aqueles poucos que conseguem fugir é o que indica aproximadamente a localização do tesouro. Mas no desespero da fuga, quase ninguém relaciona os fatos.

Natureza Desmorta. A alamoa não precisa respirar, beber, comer ou dormir.

Alamoa

Morto-vivo Médio, neutro e mau


Classe de Armadura 12

Pontos de Vida 20 (5d8)

Deslocamento 0 m, voo 15 m (pairar)

FOR DES CON INT SAB CAR
1 (-5) 14 (+2) 10 (+0) 10 (+0) 10 (+0) 15 (+2)

Resistências a Dano ácido, gélido, ígneo, elétrico, trovejante; contundente, cortante e perfurante de ataques não mágicos

Imunidades a Dano necrótico, venenoso

Imunidades à Condição agarrado, caído, contido, enfeitiçado, envenenado, exausto, inconsciente, paralisado, petrificado

Sentidos visão no escuro 18 m, Percepção passiva 10

Idiomas compreende todas os idiomas que conhecia em vida, mas não pode falar

Nível de Desafio 1/4 (50 XP)


Facho de Luz. A alamoa emite um facho de luz com 30 centímetros de diâmetro e 6 metros de alcance que fornece luz plena em um raio de 4,5 metros a partir do foco do facho e meia-luz por mais 4,5 metros.

Movimento Incorpóreo. A alamoa pode se mover através de outras criaturas e objetos como se fossem terreno difícil. Ela sofre 5 (1d10) pontos de dano energético se terminar o turno dentro de um objeto.


AÇÕES

Enfeitiçar. A alamoa escolhe como alvo um humanoide à vista a até 9 metros. Se o alvo puder ver a alamoa, ele deve ser bem-sucedido em uma salvaguarda de Sabedoria CD 17 contra esta magia ou fica enfeitiçado pela alamoa. O alvo enfeitiçado considera a alamoa como uma amiga de confiança. Embora o alvo não esteja sob controle da alamoa, ele atende ao chamado dela da maneira mais favorável possível, seguindo-a até onde ela for. Uma vez que a alamoa faça algo prejudicial para o alvo, o efeito se encerra sobre ele.

Impulso Telecinético. A alamoa tem como alvo uma criatura ou objeto que não estiver sendo utilizado a até 9 metros dele. Uma criatura deve ser de tamanho Médio ou menor para ser afetada por esta magia, e um objeto pode pesar até 70 quilos.

Se o alvo é uma criatura, a alamoa faz um teste de Carisma resistido pelo teste de Força do alvo. Se a alamoa ganhar a disputa, ela arremessa o alvo até 9 metros em qualquer direção, incluindo para cima. Se entrar em contato com uma superfície dura ou objeto pesado, o alvo sofre 1d6 pontos de dano para cada 3 metros que se moveu.

Se o alvo é um objeto que não está sendo usado ou carregado, a alamoa o atira até 9 metros em qualquer direção. A alamoa pode usar o objeto como uma arma de combate à distância, atacando uma criatura ao longo do percurso do objeto (+4 para acertar) e causando 5 (2d4) pontos de dano contundente em um acerto.


Leitura de Inspiração

ALVES, Januária Cristina. Abecedário do Folclore Brasileiro.

ANDRADE, Flávio; Klimick, Carlos; Ricon Luiz Eduardo. O Desafio dos Bandeirantes e todos os suplementos e
aventuras.

ANDRADE, Mário de. Macunaíma.

CARRASCO, Walcyr. Lendas e Fábulas do Folclore Brasileiro.

Chiaroscuro Studios. Lendas – Yearbook 2018.

CASCUDO, Luís da Câmara. Antologia do Folclore BrasileiroCoisas que o Povo Diz, Contos Tradicionais do Brasil, Dicionário do Folclore Brasileiro, Folclore do Brasil, Geografa dos Mitos Brasileiros, Lendas Brasileiras, Superstição no Brasil, entre outros livros do autor.

FRANCHINI, A. S. As 100 Melhores Lendas do Folclore Brasileiro.

GOMES, Carlos. O Guarani.

HORTA, Carlos Felipe. O Grande Livro do Folclore.

LOBATO, Monteiro. O Saci, Caçadas de Pedrinho, O Pica Pau Amarelo, Fábulas, entre outros.

MEGALE, Nilza B. Folclore Brasileiro.

Multirio. Juro que Vi. Série de curtas de animação inspirados no folclore (O Curupira, Iara, O Boto, Matinta Perêra e O Saci)

PEREIRA, Marco A. Stanojev. Lendas, Contos e Tradições do Folclore Brasileiro.

ROMERO, Sílvio. Contos Populares do Brasil.

VILLA-LOBOS, Heitor. Bachianas Brasileiras, O Trenzinho do Caipira, Uirapuru, entre outras músicas.


Agora temos material de D&D em português. Não perca a chance e adquira seus livros do jogo de RPG mais popular do mundo!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: