Locais em Chult, Parte I

por Augusto Ballalai e Daniel Bartolomei Vieira
Imagem de Destaque, “Visite o Paraíso em Chult”, arte por Mr. Sid

Acampamento JustiçaCamp Righteous


Há alguns anos, quando a Ordem da ManoplaOrder of the Gauntlet começou a combater os mortos-vivos de Chult, eles estabeleceram este acampamento nas proximidades de um antigo altar Chultano que os guias locais chamam de Casa do CrocodiloHouse of the Crocodile. Embora o altar não fosse o objeto das atividades da ordem, ele despertou-lhes a curiosidade e muitas tentativas foram feitas para chegar ao seu centro. Entretanto, embora já em ruínas, muitas armadilhas estavam ativas e ainda permanecem assim.

O altar fica ao norte do acampamento, em um cume onde foi esculpido na pedra uma estátua que se parece um homem carregando um crocodilo em suas costas. Entre os pés da estátua há uma arcada de pedra que leva para um túnel escuro. além do túnel fica o altar.

Os membros da ordem no Acampamento JustiçaCamp Righteous estavam confiantes demais de suas defesas e negligenciaram os perigos da selva e há alguns meses atrás eles foram devastados por uma bando de mortos-vivos. Os poucos que sobreviveram, fugiram, e não há corpos no acampamento, pois os que não foram comidos pelos mortos-vivos foram enterrados no outro acampamento da ordem, o Acampamento VingançaCamp Vengeance.

Acampamento VingançaCamp Vengeance


Quando o Acampamento JustiçaCamp Righteous foi atacado por uma horda de mortos-vivos, os sobreviventes da Ordem da ManoplaOrder of the Gauntlet fugiram pelo Rio Shoshenstar acima na direção da Bacia AldaniAldani Basin. No local, eles levantaram um acampamento, que chamaram Acampamento VingançaCamp Vengeance.

Após informarem sua base em Porto NyanzaruPort Nyanzaru, eles foram reforçados e agora o pequeno acampamento foi transformado em uma pequena fortificação e está bem mais protegido e é mais capaz de aguentar ataques do que o Acampamento JustiçaCamp Righteous jamais foi.

Entretanto, a proximidade com o pântano logo mais ao sul deixa o acampamento repleto de insalubre vapores pantanosos e nuvens de insetos sugadores de sangue e pestilentos. Por causa disso, os acampados estão doentes e exaustos das recentes e constantes batalhas contra os répteis carnívoros e mortos-vivos.

O responsável pelo acampamento é um cavaleiro devoto de Tyr chamado Niles Quebra-OssoNiles Breakbone, um homem dedicado à Ordem da ManoplaOrder of the Gauntlet. Sob seu comando estão oitenta pessoas, a maioria doentes. Os capitães de Quebra-OssoBreakbone são Ord Barba ÍgneaOrd Firebeard, um anão, e Perne Salhana, uma humana.

Ahoyhoy


Esta fortaleza tortle fica no noroeste da ilha de Focinho de OmgarSnout of Omgar. Os tortle vêm até Ahoyhoy para socializar, botar ovos e fazer comércio. O bom comportamento é esperado no local, e quem praticar menos do que isso é convidado a se retirar.

A fortaleza fica sobre uma protuberância rochosa que faz vista para uma praia. os visitantes costumam montar suas barracas na areia da praia e ficam livres para fazer comércio na fortaleza. de meses em meses, um navio mercante atraca nas proximidades e alguns membros da tripulação vêm até a praia em botes, para fazer comércio.

Duas trilhas partem de Ahoyhoy, uma para o norte, na direção da selva e dos Poços de Lama de FlorrbMud Pits of Florrb, e outra para o sul, contornando a costa e as montanhas, até Dangwaru.

Altar das PresasShrine of Fangs


Nos sopés de uma montanha na ilha Focinho de OmgarSnout of Omgar há um antigo altar yuan-ti dedicado a Merrshaulk. Sacrifícios eram oferecidos aqui na esperança de despertar o deus adormecido ou, ao menos, em busca de algum esclarecimento divino.

No local há um entalhe gigantesco nas pedras dos pés da montanha que ilustra a cabeça de uma serpente, sua língua bifurcada servindo como uma rampa. Presas de pedra descem do teto, que é o céu da boca da serpente, e um corredor continua para além da abertura. A abertura conduz até uma câmara com afrescos de cobras e serpentes de todos os tipos e tamanhos nas paredes. No interior da câmara fica o altar na forma de tigela, e sobre ele, um enorme gancho enferrujado. Neste gancho os yuan-ti empalavam suas oferendas, e o sangue das vítimas era ofertado e coletado na tigela-altar, onde se banhavam e invocavam o nome de Merrshaulk.

Ancoradouro JahakaJahaka Anchorage


O Ancoradouro JahakaJahaka Anchorage fica no noroeste da Baía JahakaJahaka Bay. Ele fica oculto e protegido dentro de uma caverna de 18 m de altura nos rochedos costeiros. Úmido, escuro e cheio de ecos, este ancoradouro de madeira pode abrigar apenas uma embarcação, mas é constantemente utilizado por três navios piratas que se revezam.

O ancoradouro é feito de pranchas de madeira, velhos barris, caixotes e mastros e tudo o mais que os piratas conseguiram reunir de naufrágios, mas contém um deque, um fortim meio decrépito, um depósito onde os piratas guardam seu saque até ele ser vendido, uma pequena prisão para abrigar prisioneiros até que seu resgate seja pago e até mesmo uma pequena taverna para elevação da moral da tripulação.

Graças a sua localização escondida e às perpétuas névoas da baía, o ancoradouro é difícil de ser visto e tem passado despercebido.


Referências

PERKINS, C.; DOYLE, W.; WINTER, S. Tomb of Annihilation. Wizards of the Coast, 2017.

PERKINS, C. The Tortle Package: Tomb of Annihilation Supplement. Wizards of the Coast, 2017.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s