Fronteiras Prateadas – Características Geográficas

por Daniel Bartolomei Vieira
Imagem em Destaque, “Thoroughly Blue”, por Anthony Pismarov

Corredeira do Gigante AndarilhoStriding Giant Rapids


Sight of a Colossus - Anthony Pismarov
“Sight of a Colossus”, arte por Anthony Pismarov

A Corredeira do Gigante AndarilhoStriding Giant Rapids é o nome de uma seção de corredeiras que se formaram ao redor de um gigante petrificado no meio do Rio Rauvin, pouco abaixo de Everlund.

À primeira vista alguém poderia pensar que o Gigante AndarilhoStridind Giant se trata da estátua de um gigante, mas ela é, de fato, um gigante da colina petrificado no ato de atravessar o rio. A “estátua” acabou causando irregularidades no leito do rio, tornando a correnteza no local uma dificuldade. Na primavera, o aumento do fluxo de água por causa do derretimento do gelo das Montanhas Inferiores, à montante, torna a água ali mais profunda e perigosa.

Ao longo dos anos, rumores de que um terrível destino se abateria sobre aquele que perturbasse o Gigante AndarilhoStridind Giant garantiu que o obstáculo jamais fosse removido do curso do rio. A idade da estátua também é desconhecida, bem como o autor da façanha e sua vítima.

Corredeira HarmunHarmun Rapids


A Corredeira HarmunHarmun Rapids é uma sequência de pequenas quedas d’água no Rio Rauvin ao sul de Sundabar, logo após o Rio Lança de GeloRiver Icespear juntar-se ao Rio Rauvin. As quedas d’água consistem de um grupo de rochas negras afiadíssimas que se elevam da superfície do rio, com a sinistra aparência de presas negras.

Quem navega rio abaixo pode evitar as rochas ao manobrar seu pequeno barco com os remos ou rebocá-lo pelas margens, ou ser um excelente barqueiro no caso de uma jangada ou balsa. Quem navega rio acima deve rebocar seu barco pelas margens ou ter um barqueiro extremamente habilidoso e forte para vencer as corredeiras.

Floresta ArnArn Forest


Esta floresta fica na margem leste das Fronteiras PrateadasSilver Marches, fazendo divisa com o deserto de Anauroch.

A Floresta ArnArn Forest é uma área de floresta de pinheiros e pântanos que não costumam ver muitos visitantes. Nas bordas ocidentais da floresta há um assentamento de gnomos da rochas chamado Bosque GraevelGraevelwood. Essa porção da floresta é bastante chuvosa e pantanosa, diferente de sua porção mais oriental. Deste lado, ela é infestada por bandos de kobolds e várias ruínas podem ser encontradas, datando do antigo império de Netheril.

Floresta da LuaMoonwood


A Floresta da LuaMoonwood é uma floresta nas bordas da Fronteiras PrateadasSilver Marches. Em cerca de 1.460 CV, seu crescimento fez com que se juntasse com a Floresta FriaCold Wood, e esta floresta maior ficou conhecida como Floresta CintilanteGlimmerwood, embora os elfos que vivem aqui ainda se refiram a ela como Floresta da Lua.

Haunted Forest - Rene Aigner
“Haunted Forest”, arte por Rene Aigner

A Floresta da LuaMoonwood, dominada por sempre-vivas, copas sombrias e árvores do crepúsculo, se localiza entre Lua ArgênteaSilverymoon e o Salão de MitralMithral Hall, e une-se ao Rio Surbrin a oeste e ao Rio Corrente VermelhaRedrun a nordeste. Diretamente ao norte da Floresta da LuaMoonwood fica a Floresta DruarDruarwood. Ao longo do Rio Corrente VermelhaRedrun fica o bosque As Árvores NoturnasThe Night Trees e, além dele, a Floresta FriaCold Wood. É justamente esta junção de florestas e bosques que forma a grande Floresta CintilanteGlimerwood.

Embora seja de conhecimento que a Floresta da LuaMoonwood seja livre da presença de orcs e goblinoides, tribos orcs frequentemente atacam os limites externos da floresta atrás de lenha. A floresta é conhecida por ser assombrada por licantropos, principalmente nas porções mais ao norte. Muitos destes licantropos são membros do Povo do Sangue NegroPeople of the Black Blood, enquanto outros são membros do Eldreth Veluuthra. A partir do ano de 1.374 CV, as duas facções começaram a se digladiar, e o maior número e melhor organização do Povo do Sangue NegroPeople of the Black Blood elevou as chances a seu favor. Já a porção meridional da Floresta da LuaMoonwood é lar de pequenos bandos de elfos da lua.

Locais de Destaque. A Boca da CançãoThe Mouth of Song é uma colina sem árvores que abriga um pequeno templo de Eilistraee; a Pedra ÚnicaOne Stone, um maciço pedregulho de quase 4 m de altura e cercado por diversos monolitos é o monte espiritual da tribo Pônei Celeste de bárbaros Uthgardt; Caverna da GarraClaw Hollow, que é o covil selvagem de um grande bando do Povo do Sangue NegroPeople of the Black Blood; os assentamentos élficos de Vinhas da LuaMoonvines e Quaervarr; A Fortaleza do ArautoThe Herald’s Holdfast, um forte subterrâneo protegido magicamente, lar do Alto ArautoHigh Herald conhecido como Velha NoiteOld Night; e A Torre SolitáriaThe Lonely Tower, uma misteriosa torre de pedras brancas que fica nas proximidades da margem nordeste da floresta.

Floresta FriaCold Wood


A Floresta FriaCold Wood é uma floresta nas bordas das Fronteiras PrateadasSilver Marches. Em cerca de 1.460 CV, o crescimento da Floresta da LuaMoonwood fez com que ela se juntasse com a Floresta FriaCold Wood, e esta floresta maior ficou conhecida como Floresta CintilanteGlimerwood.

A floresta, cheia de pinheiros, bétulas e abetos, se localiza entre a Espinha do MundoSpine of the World, as Montanhas RauvinRauvin Mountains e as Montanhas de GeloIce Mountains. Considerado um lugar selvagem, a Floresta FriaCold Wood é pouco intocada pela civilização, pois a maioria dos lenhadores e dos fazendeiros da região a evitam.

Sabe-se que tigres das neves, orcs, ettins e até mesmo um bebilith vagam pela Floresta FriaCold Wood. Os bárbaros Uthgardt caçam na área, mas não cortam sequer uma árvore viva e mantêm fogueiras pequenas de modo a proteger a floresta. A tribo Tigre VermelhoRed Tiger de bárbaros Uthgardt considera a porção setentrional da floresta seu território. Vários bandos de proscritos da sociedade Uthgardt são conhecidos por viver por esta área também.

Locais de Destaque. Diversos acampamentos da tribo Tigre VermelhoRed Tiger.

Montanhas InferioresNether Mountains


Snowy Mountains - Einar Nordstrom
“Snowy Mountains”, arte por Einar Nordstrom

As Montanhas InferioresNether Mountains são uma cordilheira de picos escuros que uma vez marcaram as fronteiras dos ancestrais impérios de Netheril e Delzoun.

Muitos viajantes evitam estes picos, pois muitas tribos de orcs habitam na região, tais como as tribos Mil PunhosThousand Fists e os Tripa ArrancadaRipped Gut, que lutam ferozmente pelo controle da Passagem da LuaMoon Pass, um largo desfiladeiro que divide a cordilheira na porção leste e oeste. Por volta do ano 1.372 CV, os orcs fizeram uma tênue trégua, tornando-os uma ameaça ainda maior para qualquer um que viajasse pela região.

No entanto, o grande perigo destas montanhas é um clã inteiro de dragões azuis conhecidos como O Morueme, que moram na Gruta de MoruemeMorueme’s Cave, na encosta mais alta de uma montanha chamada apropriadamente de Ruína dos DragõesDragondoom. A ameaça dos dragões é aumentada pela servidão de uma enorme tribo de hobgoblins chamados Devoradores VermelhosRed Flayers, que cuidam da Espiral da RuínaDoomspire, uma cidadela entalhada na rocha, e protegem seus mestres com uma reverência quase de divindade.

As montanhas também são lar para dezenas de espécies de monstros perigosos, tornando o local uma das regiões selvagens mais inabitáveis de toda Faerûn. Existem até mesmo sugestões de que portais sejam responsáveis pela incrível abundância de monstros vagando pelos picos elevados das Montanhas InferioresNether Mountains. Para aqueles que ousam enfrentar os perigos, ouro, prata e cobre podem ser minerados em quantidades exorbitantes. Além disso, muitos aventureiros vasculham as montanhas atrás de esconderijos secretos onde ainda possa haver magia Netherese.

As principais montanhas da região são a Adaga de DalagarDalagar’s Dagger (também conhecida como Cemitério dos DragõesDragon’s Graveyard, o pico mais alto a nordeste da cordilheira), a Ruína dos DragõesDragondoom (na extremidade mais a leste da cordilheira), o Pico da SenhoraLadypeak (na extremidade mais a oeste das montanhas), o Monte IeldrounMount Ieldroun (a montanha mais alta a leste da Passagem da LuaMoon Pass) e o Monte ThorogMount Thorog (a segunda maior montanha a leste da Passagem da LuaMoon Pass).

Além da Passagem da LuaMoon Pass, existem mais dois passos entre as Montanhas InferioresNether Mountains, o Passo da Pedra ViradaTurnstone Pass, por onde passava a antiga e abandonada estrada entre Sundabar e Chifre AscalAscal Horn e a Passagem de Lua ArgênteaSilverymoon Pass, que divide duas seções da porção mais setentrional da cordilheira.

Locais de Destaque. Além das aldeias das tribos de orcs e hobgoblins espalhadas por toda a cordilheira, também existem a aldeia de Travessia de RauvinRauvincross (na Passagem da LuaMoon Pass), a aldeia de Topo da ColinaHilltop (um assentamento localizado a oeste do Pico da SenhoraLadypeak, o Monastério da Mão da SenhoraLady’s Hand Monastery (um templo dedicado a Loviatar no Pico da SenhoraLadypeak) e a Torre de TelkounTelkoun’s Tower (a fortaleza de um mago).

Montanhas RauvinRauvin Mountains


As Montanhas RauvinRauvin Mountains são uma pequena cadeia de montanhas na porção mais setentrional das Fronteiras PrateadasSilver Marches, ao sul da Floresta FriaCold Wood e ao norte da cordilheira maior das Montanhas InferioresNether Mountains. A cadeia de montanhas se estende por mais de 200 km de leste a oeste e cerca de 50 km de norte a sul. As montanhas em si possuem uma coloração de púrpura e rosa a uma altura entre 2.100 e 2.400 m acima do fundo do vale do Rio Rauvin.

Antigamente, inclusive, acreditava-se que o Rio Rauvin nascesse no Desfiladeiro do Arco-ÍrisRainbow Gorge, no meio das Montanhas RauvinRauvin Mountains, mas futuras explorações revelaram que, na verdade, a nascente do rio fica mais ao norte, na Floresta FriaCold Wood, e que o curso do rio viajava abaixo das Cavernas Coração de RauvinRauvinheart Caverns antes de reaparecer abaixo do Desfiladeiro do Arco-ÍrisRainbow Gorge.

A porção norte das montanhas é habitada principalmente por três tribos de orcs: os Arrancadores de CoraçãoHeart Takers, os Presas VermelhasRed Fangs e os Crânio EspinhudoTornskull, nomeados assim após vários rituais dedicados a Gruumsh. A porção sul é lar de numerosos goblins, que vaham pelos sopés das montanhas e, em certos locais, possuem até assentamentos, tais como Chalarstaukh, Malauth e Vaerluth. Bugbears, ogros e uma variedade de gigantes (da colina, das nuvens e do gelo) também habitam as montanhas.

Uma quantidade de dragões também vaga entre a Rauvin e as cordilheira vizinha das Montanhas InferioresNether Mountains, reconhecidamente os raríssimos dragões de presa e dragões brancos (os mais prováveis de serem vistos), mas também dragões azuis, de cobre, de ouro, vermelhos, de prata e um ocasional dragão lich.

As montanhas também são lar para ursos, lobos, rothé fantasma, águias gigantes, javalis atrozes, ursos atrozes, lobos atrozes, ettins, worgs e wyverns.

Locais de Destaque. Entre as montanhas (Monte MandíbulaMount Jaws, Monte TolzrinMount Tolzrin, Ruína de FaerangFaerang’s Doom, Monte GaeramMount Gaeram), ravinas (Passagem do Orc MortoDead Orc Pass, Desfiladeiro do Arco-ÍrisRainbow Gorge) e cavernas (Cavernas Coração de RauvinRauvinheart Caverns, Cavernas ChalarstaukhChalarstaukh Caverns) existem alguns assentamentos, mas o de maior destaque é a Cidadela FelbarrCitadel Felbarr, que fica na extremidade ocidental da cadeia de montanhas.

Pântanos EternosEvermoors


Crailsfelden Landscape - Gilmec
“Crailsfelden Landscape”, arte por Gilmec

Também conhecidos como Pântanos dos TrollsTrollmoors, os Pântanos EternosEvermoors é uma região de colinas baixas cercadas de brejos, longas planícies alagadas, cumes rochosos e pequenos picos escondendo depósitos de valiosos minérios. O pântano fica localizado na margem ocidental das Fronteiras PrateadasSilver Marches.

Os Pântanos EternosEvermoors são cercados pelo Rio Surbrin e pelo Vale do Baixo RauvinLower Rauvin Vale ao norte, pelo Rio Surbrin e pela Colinas SurbrinSurbrin Hills a oeste e pela Floresta de PrataSilverwood a leste. Mais aos sul, há um terreno aberto e plano, além do qual fica a Floresta AltaHigh Forest. Ali, na planície ao sul, fica a Trilha dos Pântanos EternosEvermoor Way, uma importante estrada que liga Yartar a Everlund. O rio Corrente SorridenteLaughingflow nasce nas profundezas do pântano, encontrando-se com o Rio Surbrin após passadas as Colinas SurbrinSurbrin Hills.

A paisagem é estéril e assolada por ventos. Há muito tempo antes de se tornar um pântano, a região era cheia de sepulcros tanto de anões quanto de humanos Netherese. Tais tumbas eram fossos profundos nos quais eram depositados os restos mortais e depois cobertos por grandes blocos de pedra. Ao longo dos anos, as tumbas na região acabaram por deixar a mostra muitas varinhas e cajados mágicos. Haviam também tantos anéis enterrados que eles começaram a serem levados pelas águas durante os períodos de cheia e se assentar no leito do Corrente SorridenteLaughingflow.

A região era infamemente conhecida por sua grande população de trolls. Entretanto, a história recente mudou a cara dos Pântanos EternosEvermoors. Os humanos em geral não se importavam em tentar domar esta terra, vendo utilidade nela apenas para criar ovelhas e rothé, além de minerar, tarefas que eram sempre interrompidas pelos trolls. Em cerca de 1.372 CV, gigantes vieram do norte e começaram a expulsar os trolls dos Pântanos EternosEvermoors, muito para o desespero das terras ao redor.

Locais de Destaque. Algumas características geográficas se destacam nos Pântanos EternosEvermoors, como O VelhoThe Old Man, um outeiro que se parece com o rosto de um homem velho, e o Topo EstelarStartop, um outeiro irregular no formato de uma estrela. No noroeste do pântano também fica a aldeia fronteiriça e posto comercial de Nesmé, um local frequentemente atacado por trolls e outras criaturas do pântano.

Rio Rauvin


O Rio Rauvin nasce nas Montanhas RauvinRauvin Mountains e deságua no Rio Surbrin no norte dos Pântanos EternosEvermoors, que por sua vez deságua no Rio Dessarin e termina no Mar das EspadasSea of Swords. O rio é frequentemente chamado de Estrada Pelas FronteirasRoad Through the Marches.

As águas gélidas e claras do Rauvin são navegáveis a partir de seu cruzamento com o Rio Corredeira VermelhaRedrun, nas proximidades de Sundabar. Barcaças e jangadas carregadas de bens e pessoas trafegam por ele por todo o Nortethe North e por muitas cidades da Costa da EspadaSword Coast. Em muitos locais de corredeira, principalmente ao sul de Sundabar, nas Corredeira HarmunHarmun Rapids, os barcos devem ser rebocados quando navegando rio acima, e isso pode ser feito por mulas ou cavalos. Nesses locais, bandidos e assaltantes frequentemente realizam emboscadas nas margens do rio. Em outros trechos, orcs e bárbaros podem atirar flechas contra as barcaças mercantes que navegam as águas.

A água do Rauvin é potável e a pesca é abundante. Há muitas chalaças, cascudos, enguias das rochas, caranguejos de rio e cágados vivendo no rio.

Rio Surbrin


frozen-river-sheer-madness.jpg
“Frozen River”, arte por sheer-madness

O Rio Surbrin fica no extremo oeste das Fronteiras PrateadasSilver Marches. Ele flui da Espinha do MundoSpine of the World, e depois junta-se ao Rio Rauvin, depois ao Rio Onda GoblinGoblintide, à Corrente SorridenteLaughingflow e o Riacho da TrombetaHorn Stream. Após isso, ele junta-se ao Rio Dessarin, que deságua no Mar das EspadasSea of Swords.

Antes de se unir ao Rauvin, o Surbrin flui a alguns quilômetros a leste do Salão de MitralMithral Hall, vindo do norte. A cidade de Nesmé ficava do lado oriental do Surbrin, sobre do qual cruzava uma larga ponte fortificada que terminava na fortaleza dos Cavaleiros de NesméRiders of Nesmé. Embora Nesmé e a fortaleza estejam destruídas, a ponte ainda existe.

Rio Corrente VermelhaRedrun


O Rio Corrente VermelhaRedrun nasce na Floresta DruarDruarwood e flui para o sudeste, passando pela Floresta da LuaMoonwood e pelo bosque As Árvores NoturnasThe Night Trees através das Terras LunaresMoonlands. Após passar nas proximidades da Cidadela FelbarrCitadel Felbarr, ele junta-se ao Rio Rauvin, que desce das Montanhas RauvinRauvin Mountains, no Vale de SundabarSundabar Vale, pouco ao norte de Sundabar.

Há uma antiga trilha que liga a Cidadela FelbarrCitadel Felbarr a Sundabar, e esta cruzava o Corrente VermelhaRedrun na altura de Felbarr. Nesse local, em 1.484 CV, durante a Guerra das Fronteiras PrateadasWar of the Silver Marches, os Cavaleiros em PrataKnights in Silver de Lua ArgênteaSilverymoon planejavam afastar os exércitos de Muitas-FlechasMany Arrows no Vau Corrente VermelhaRedrun Ford (também conhecido como Travessia do Corrente VermelhaCrossing of the Redrun). Entretanto, os Cavaleiros em PrataKnights in Silver foram surpreendidos por uma força seis vezes maior do que sua própria e foram exterminados. Na ocasião, os orcs Muitas-FlechasMany Arrows foram auxiliados pelo poderio mágico de Ravel Xorlarrin e suas forças drow.


Referências

CORDELL, B.; GREENWOOD, E.; SIMS, C. Forgotten Realms Campaign Guide. Wizards of the Coast, 2008.

PERKINS, C.; HELLAND, J.; LEE, A.; WHITTERS, R. Storm King’s Thunder. Wizards of the Coast, 2016.

GREENWOOD, E.; CARL, J. Silver Marches. Wizards of the Coast, 2002.

GREENWOOD, E.; REYNOLDS, S. K.; WILLIAMS, S.; HEINSOO, R. Forgotten Realms Campaign Setting 3rd edition. Wizards of the Coast, 2001.

GREENWOOD, E. Volo’s Guide to the North. TSR, Inc., 1993.

MOHAN, K. (ed.) Sword Coast Adventurer’s Guide. Wizards of the Coast, 2015.

JAQUAYS, P. The Savage Frontier. TSR, Inc., 1988.

slade; GREENWOOD, E.; MARTIN, J.; SCHEND, S. E..; JAQUAYS, P.;, PERRIN, S. The North: Guide to the Savage Frontier: The Wilderness. TSR, Inc., 1996.

slade. The North: Guide to the Savage Frontier. TSR, Inc., 1996.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s