Ubtao

Por Paulo Henrique Lima

Criador de Chult, Fundador de Mezro, Pai dos Dinossauros

Símbolo de Ubtao
O símbolo de Ubtao, um labirinto

Ubtao (ub-táo) é uma divindade Faerûniana maior, que tem como símbolo um labirinto, conhecido por ser bastante paciente e raramente emotivo. O Pai dos Dinossauros é a divindade Patrona de Chult, tendo como aspectos divinos, a Criação, Selvas, Chult e seus habitantes e Dinossauros. É seguido por diversos Adeptos, Chultanos, Druidas, Habitantes das Selvas e Patrulheiros. Sua arma predileta é uma cabeça de tiranossauro (uma picareta pesada). Seu plano natal é a Casa da Natureza e tem como tendência predominante o aspecto Neutro.

Seu comportamento é conhecido como por manter uma considerável distância emocional, tanto de outras divindades quanto dos mortais, e parece ser alheio aos acontecimentos mundanos de seus seguidores. Ele começou a ter um interesse por seus seguidores depois do Tempo das Perturbações(Time of Troubles). Acredita-se que os espíritos das selvas, adorados em Chult, são todos aspectos do Pai dos Dinossauros. Mas, devido a isso, ele só tem poder dentro e ao redor das selvas de Chult.

Liturgia

A Igreja do criador de Chult é dividida em três seitas totalmente independentes, todas situadas nas Selvas de Chult, entre os vários clãs de humanos:

Os Andarilhos do Labirinto(Mazewalkers), encontrados somente entre os habitantes da cidade de Mezro, supervisionam os assuntos espirituais gerais do clã, enquanto tentam preparar os fieis para sua jornada através do labirinto da vida. Eles ensinam às crianças e adultos toda a história e as lendas dos Chultanos, fornecem conselhos sobre decisões importantes da vida, como casamentos e tentam medir disputas entre e dentro dos clãs, além de auxiliar no ensino e na execução da lei Mezro.

Os Senhores Espirituais(Spiritlords), situados fora da cidade, buscam minimizar a passagem de seu clã através do mundo infestado de espíritos. Eles dedicam suas vidas para que nenhum clã insulte um ancestral antigo ou uma divindade Elemental ao esquecer um ritual ou sacrifício. Eles também podem obter favores e conhecimento dos espíritos caprichosos e invejosos. Os druidas das selvas tentam reunir os clãs espalhados para aprenderem como melhor se adequarem na teia da vida selvagem. Geralmente recebem o papel de curandeiros do clã e também acumulam e propagam o conhecimento sobre animais, o comportamento destes (incluindo os dinossauros) e das plantas.

Druidas das Selvas(Jungle Druids) geralmente treinam alguns animais domésticos mantidos por humanos. Os clérigos e druidas de Ubtao rezam por suas magias ao meio-dia, quando a majestade de Ubtao paira sobre Chult. A maioria dos humanos nativos considera a si mesma religiosa, embora demonstre essa fé através de atos que surpreendem os viajantes de outras partes de Faerun. Existem aparentemente dezenas de cerimônias sagradas e feriados, muitos dos quais relacionados a ancestrais já falecidos, épocas do ano, locais de caça, de moradia, de passagem ou rituais necessários antes de serem realizadas certas atividades, como a caçada de certo animal ou sepultamento dos mortos. Entretanto, quando seus pequenos altares móveis de pedra não estão sendo usados, são tratados como simples pedaços de rocha.

Os Andarilhos do Labirinto são geralmente clérigos, enquanto os Senhores Espirituais são adeptos. Druidas das Selvas adquirem níveis de patrulheiros.

Há também outro grande grupo de cultistas relacionados ao Dendar, a Serpente Noturna(Night Serpent), que pode ser encontrado nas selvas de Chult, escondido entre as cavernas abaixo dos Picos da Chama(Peaks of Flame). Ao contrário da Sagrada Ordem de Akabar(Sacred Order of Akabar), esses cultistas estão inclinados a impedir que a Serpente Noturna(Night Serpent) destrua o mundo. Eles acreditam que são os guardiões de uma enorme porta de ferro através da qual Dendar se deslizará um dia e tentará comer o sol. Os Lanceiros de Ubtao(Spearbearers of Ubtao), como se autodenominam, acreditam que devem manter em ordem uma longa lista de rituais, para dar a deus sua força para derrotar o Dendar quando ela finalmente devorar a luz do mundo. Muitos desses rituais exigem um sensível sacrifício de vida, o que levou, assim, os Lanceiros a cometerem atos malignos para salvar o mundo.

Rituais

Tanto clérigos quanto druidas rezam por suas magias ao meio-dia, quando Ubtao, a majestade de Chult, passa por todo território. Há várias cerimônias e dias sagrados, especialmente para os antepassados mortos, para as estações e locais a serem visitados. Muitos desses rituais são necessários antes de realizar certas atividades, como a caça de alguns animais especiais ou enterros. Os pequenos alteares de pedra móveis, que são usados para essa cerimônias são tratados como qualquer outra pedra da selva, nos momentos que não estão mais em uso.

História

Enquanto os deuses e os primordiais batalharam por eras, a vida galgou sua existência nos mundos que eles cobiçavam. Toril, a joia azul, cintilou como a mais brilhante de todas, lar de uma raça de criaturas marinhas que habitou as profundezas do único e vasto oceano desse mundo. Essa Era Azul(Blue Age) teve um fim súbito e congelante, quando Toril foi inexplicavelmente mergulhado na escuridão, o sol foi arrebatado do céu por um primordial sinistro conhecido como a Serpente Noturna(Night Serpent). As temperaturas globais caíram muito e logo, a maior parte da vida do planeta entrou em extinção.

Muito pouco é sabido sobre a Era das Sombras(Epoch of Shadows), mas os mitos e lendas Sarrukh falam sobre batalhas climáticas ao longo dessa era entre os Primordiais e os Deuses Anciões(Elder Gods) liderados por Ouroboros, a Serpente do Mundo(World Serpent). No final, a virada da maré aconteceu quando os primordiais foram traídos por um dos seus. Ubtao, o Enganador(the Deceiver), ajudou os deuses anciões a matar, aprisionar ou afastar os primordiais remanescentes.

Relações

Há muito tempo atrás, Ubtao concordou em montar guarda sobre os Picos da Chama(Peaks of Flame) na espera do dia em que Dendar, a Serpente Noturna(Night Serpent) apresenta-se e a destruição do mundo chegue. Em troca, os outros deuses garantiram-lhe o domínio sobre Chult e concordaram nunca estender seus domínios sobre os fiéis de Ubtao. Com o tempo, a essência de Ubtao começou a se fragmentar em vários espíritos da natureza, um dos quais era uma entidade das sombras chamada Eshowdow. Recentemente, essa entidade foi absorvida por Shar e sua atividade pode marcar o fim do acordo criado com Ubtao, trazendo resultados imprevistos. O único aliado de Ubtao é Thard Harr. Do mesmo modo, o principal inimigo (além de Eshowdow) é Sseth, um aspecto de Set que posa como a divindade dos Yuan-ti.

Dogma

Ubtao criou a selva como um teste para seu povo, um labirinto a ser atravessado durante a jornada em busca da vida após a morte no paraíso. Aprenda os caminhos do labirinto que representa sua vida, pois você deve conhecê-lo quando se encontrar Ubtao na vida após a morte. Entenda seu papel na selva, representado por seu labirinto. Respeite os dinossauros, pois eles são os Filhos de Ubtao, agentes da sua vontade e representam sua recompensa.


Referências

Greenwood, E; Reynolds, S. K.; Williams, S.; Heinsoo, R. Forgotten Realms Campaign Setting 3rd edition. Wizards of the Coast, 2001.

Cordell, B. R.; Greenwood, E.; Sims, C. Forgotten Realms Campaign Guide. Wizards of the Coast, 2008.

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s