The Mines of Bloodstone

Aventura - The Mines of Bloodstone (capa)
A Capa da aventura The Mines of Bloodstone

Produto: The Mines of Bloodstone – TSR9168 (H2)
Autores: Douglas Niles, Michael Dobson
Arte de Capa: Keith Parkinson
Arte Interna: Graham Nolan
Editora: TSR, Inc.
Tipo: Aventura
Ano nos Reinos: ??
Lançamento: Janeiro de 1986
Páginas: 48 (brochura)
Série: Série H
Antecedida por: Bloodstone Pass
Seguida por: The Bloodstone Wars

The Mines of Bloodstone (ou As Minas da Pedra Sangrenta) é uma aventura para a 1ª edição de Advanced Dungeons & Dragons que foi conectada a Forgotten Realms posteriormente. Assim como sua antecessora, apresenta as regras do Battlesystem.

The Mines of Bloodstone é a segunda parte de quatro da Série H, também chamada de Bloodstone Pass Saga. A aventura foi desenvolvida para personagens de níveis 16-18 e volta o foco da série para o subterrâneo, misturando dois ambientes, um desenvolvido para o sistema de regras de miniaturas Battlesystem e outro para a tradicional exploração de masmorras. Os PJs terão que lidar com uma quantidade de ameaças que surgem das minas, culminando com um confronto com o próprio príncipe demônio chamado Orcus.

Origens: A Série H. Embora a aventura Bloodstone Pass (de 1985) tenha sido desenvolvida para ser uma aventura única, ela foi tão popular que a TSR decidiu dar continuidade para a história. Como resultado, The MInes of Bloodstone foi identificada como sendo parte da “saga de aventuras de nível alto de Bloodstone Pass”.

Diferente de Bloodstone Pass, esta aventura não é um super módulo, sendo apenas um livreto de 48 páginas. Também não é necessário o uso do Battlesystem, como sua predecessora. Ela até inclui alguns cenários opcionais para o Battlesystem, mas de modo geral ela é um outro tipo de aventura de nível alto.

Metáforas de Aventura. Mas afinal, em que The Mines of Bloodstone é diferente? A contracapa revela que a aventura não contém grandes cenários de batalha, mas a “mais mortal masmorra já criada”. Claramente o redator não estava familiarizado com a aventura Tomb of Horror (de 1978), mas apesar disso ele estava certo sobre o foco da aventura. Trata-se realmente uma aventura sobre exploração de masmorras e cavernas, com um tipo de exploração dos ermos entre elas. Quanto as masmorras, elas são tanto divertidas quanto mortais, contendo toda uma variedade de criaturas de nível alto (muitos até mesmo a chamam de “masmorra zoológico”).

Expandindo o D&D: Jogando no Nível de Companhia. O final de Bloodstone Pass sugere que um dos jogadores poderia se tornar o novo Barão de Pedra SangrentaBaron of Bloodstone, e que o Mestre poderia administrar a regência deste domínio usando as regras do acessório Companion Rules (de 1984). The Mines of Bloodstone retorna com esta sugestão ao longo da aventura, criando um casamento em potencial com a filha do Barão ao final desta aventura. se isso ocorrer, é uma bela metáfora para um jogo de nível alto, permitindo que os jogadores defendam seus próprios reinos em futuras aventuras.

A história oficial dos Reinos mostra que o personagem pré-pronto de Gareth Ruína dos DragõesGareth Dragonsbane é um destes que se tornou o regente do domínio.

As Conexões do Acessório. Ao longo de The Mines of Bloodstone (ao menos temporariamente) há um certo foco no Battlesystem ao mesmo tempo em que dá suporte às novas grandes publicações de D&D da época, o Dungeoneer’s Survival Guide (de 1986) e o Wilderness Survival Guide (de 1986). Isto pode ser visto primariamente através do foco em uma variedade de sistemas de regras, embora a maioria dos mapas de masmorras na aventura também façam uso do mapeamento isométrico introduzido pelo Dungeoneer’s Survival Guide.

Explorando os Reinos. The Mines of Bloodstone continua a expandir a região de Pedra SangrentaBloodstone ao fornecer mais detalhes de todo o vale e seus habitantes. Há também um pouco mais de informação sobre os reinos vizinhos de Vaasa e Damara. Entretanto, nenhum destes reinos ainda fazia parte dos Reinos. Isso ainda teria que esperar a publicação do Forgotten Realms Campaign Set por mais meio ano.

Explorando os Reinos: TerraprofundaDeepearth. Talvez o mais interessante da aventura seja a introdução de TerraprofundaDeepearth, abaixo de Pedra SangrentaBloodstone. Esta foi a segunda TerraprofundaDeepearth que Dougles Niles criou, com a primeira aparecendo no Dungeoneer’s Survival Guide vários meses antes. Esta nova versão seria o lar dos duergar e dos svirfneblin.

Mas por que Niles usou este mesmo nome duas vezes? Em 1986, “TerraprofundaDeepearth” estava sendo oferecido como um nome para os reinos subterrâneos. O nome “SubterrâneoUnderdark” surgiu apenas como uma forte alternativa nos anos 90.

Monstros de Nota. Entre a enorme gama de monstros da aventura, o mais notável provavelmente foi o tarrasque. Esta é uma das poucas aparições que o feroz monstro teve no D&D.

PdMs de Nota. Lalibela é um dos PdMs mais interessantes da aventura. Ela vive em um lago e dá ao mais puro paladino do grupo (se houver) uma poderosa espada vingadora sagrada. Em outras palavras, ele conecta diretamente Pedra SangrentaBloodstone aos mitos Arturianos.

The Mines of Bloodstone também se foca em Orcus até mais do que em Bloodstone Pass. Aqui, ele é exibido na capa da aventura (embora na forma de uma estátua), tem um templo inteiro dedicado a si… e até mesmo pode ser invocado se os personagens não tiverem muita sorte. Como as próprias notas da aventura dizem, “Esperamos não precisar usá-lo, mas se ele chegar…”.

Informações da contracapa do produto:

A mais mortal das masmorras já criada! Personagens de nível alto desbravam os corredores inexplorados de Terra-Profunda(Deepearth) para confrontar, talvez, o que seja o mais temido adversário do jogo de AD&D.

O segundo capítulo de Bloodstone Pass Saga segue a conclusão da guerra desesperada contra o exército de bandidos. Um inverno frio e duro leva os aldeões ao limite da fome, e numerosos horrores avançam sobre a aldeia de Passo da Pedra Sangrenta(Bloodstone Pass).

Juntem-se à aventura como heróis a explorar as profundezas das antigas Minas da Pedra Sangrenta(Mines of Bloodstone), agora habitadas por terríveis demônios. Lá, eles esperam descobrir os fantásticos tesouros que os rumores dizem existir nas escuridões inexploradas. Entretanto, nas profundezas da mina, nada é o que parece…


Fonte

DM’s Guild. http://www.dmsguild.com/product/17044/H2-The-Mines-of-Bloodstone-1e?term=bloodstone&test_epoch=0&it=1. (13/02/2018)
Forgotten Realms Wiki. http://forgottenrealms.wikia.com/wiki/The_Mines_of_Bloodstone. (17/10/2017).
RPG.Net. https://index.rpg.net/display-entry.phtml?mainid=3809. (17/10/2017).

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s