Flora, Fauna e Monstros

por Augusto Ballalai e Daniel Bartolomei Vieira
Imagem de Topo: Aremag, a Tartaruga Dragão, por Jedd Chevrier

Como qualquer região tropical, Chult é abundante em flora e fauna. A diversidade de plantas e animais é tão imensa que é impossível contar em números, espécies são descobertas e estudadas a cada dia, e provavelmente serão necessários séculos para terminar.

A beleza de algumas plantas são incomparáveis e muitos animais são coloridos e exóticos. A maioria da flora e fauna são inofensivos, mas somente alguém treinado sabe dizer se algo é mortalmente perigoso ou simplesmente inofensivo. Alguns exemplares podem ser venenosos, transmitir doenças e, em alguns casos, serem mortais.

Flora

jungle
As samambaias de Chult. Arte por Eva Widermann

A vegetação das selvas de Chult são famosas pelas camadas. Árvores altas elevam-se centenas de metros sobre as cabeças. A maioria das árvores possui parcos ramos ou folhas nas partes mais baixas, mas suas copas se espalham largamente em busca de luz e da água da chuva.

No chão, um fino tapete feito das folhas caídas, de videiras pálidas e de fungos enormes cobrem a terra dura. Entre isso tudo, uma infinidade de arbustos, cipós, videiras, samambaias e bromélias exóticas crescem em qualquer lugar disponível. Em alguns locais a densidade da flora é tão grande que se torna um obstáculo ao se viajar pela selva.

A vegetação de Chult em si é um enorme perigo.

Tri-flower frond
A perigosíssima triflor-frondosa. Arte por Olga Drebas

Além da vegetação comum mencionada, uma flora fantástica e perigosa é abundante por toda Chult, como por exemplo, as plantas comedoras de homens. Suas origens são amplamente debatidas por estudiosos, muitos dizendo que são descendentes de plantas mágicas trazidas de outras regiões, enquanto outros dizem que são apenas resultado de uma evolução o que abriu a possibilidade de uma outra forma de se conseguir alimentos por causa do solo pobre da selva. Plantas carnívoras incluem a sanguespinho, a trepadeira sufocadora, a armadilha-de-homens, a drósera, a triflor-frondosa e a trepadeira erva-almiscareira-amarela. Vale dizer que Ubtao não só permitiu a criação de animais exóticos. Ele fez o mesmo trabalho na flora, assim como Thard Harr.

Fora isso, há plantas e fungos inteligentes de todas as espécies. Se existe algo em um livro de ciência natural ou em algum manual de algum explorador famoso, um exemplar pode muito bem ser encontrado em Chult.

Como exemplos dos perigos representados pelas selvas de Chult, podemos citar o ocorrido com Artus Cimber, em O Anel do Inverno(Ring of Winter) e com Harp, em Coroa de Presas(Fanged Crown), que perderam-se nas matas, pela falta de ajuda em guiá-los no labirinto formado pela selva. No caso de Harp, houve até mesmo uma desorientação de seu grupo inteiro, sabe-se lá se por causas naturais, místicas ou esotéricas. A verdade é que embrenhar-se na mata sem auxílio, é assinar uma sentença de morte.

Fauna

Chult é o lar de muitos dos maiores animais considerados “normais” dos Reinos. Elefantes, rinocerontes e hipopótamos são comuns. Existem também muitos predadores, como os grandes felinos, tais como leões e leopardos, bem como hienas e cães selvagens.

As regiões de planalto das savanas é lar de enormes rebanhos de gamos, incluindo antílopes, búfalos, zebras, gnus e girafas. A selva não possui grandes rebanhos, mas várias espécies de pequenos antílopes, veados, okapi e javalis vivem em suas partes mais profundas. Os primatas abundam tanto a selva quanto as savanas. Gorilas, chimpanzés, orangotangos, babuínos e uma infinidade de macacos pequenos e micos habitam todas as partes arborizadas de Chult.

Jaculi
A venenosa e exótica jaculi. Arte por Cory Trego-Erdner

Além disso, o clima quente é ideal para criaturas de sangue frio. Cobras e lagartos são comuns. Serpentes venenosas prosperam em Chult, incluindo cobras, áspides, mambas, víboras, jararacas, surucucus, corais e a exótica jaculi. Cobras constritoras espreitam nas águas, como pitons, jiboias e anacondas. Crocodilos e jacarés são um perigo nos rios, bem como cardumes de piranhas. Insetos e aracnídeos existem aos milhões e podem ser encontrados em toda parte, variando de mosquitos minúsculos (e frequentemente transmissores de doenças) até aranhas enormes.

Formas gigantes de animais comuns são encontradas em muitas áreas: serpentes, lagartos, rãs, insetos, e assim por diante. O behemoth, um parente maior do hipopótamo, habita vias navegáveis isoladas.

Não bastasse toda essa abundância de animais em Chult, a península é lar de criaturas reptilianas comumente conhecidas como dinossauros. Estas criaturas pré-históricas vagam pela região antes mesmo de qualquer ser senciente colocar os pés ali. A grande maioria destes seres são herbívoros, mas há terríveis dinossauros carnívoros, predadores implacáveis, gigantescos e velozes. Alguns voam, outros nadam nas águas oceânicas, outros ainda espreitam em águas rasas pantanosas, mas a maioria vive nas selvas, forrageando ou caçando.

As espécies mais dóceis conseguiram ser domesticadas para servir de animais de carga ou montaria, já que muitos aguentam puxar ou carregar pesos extremos. As antigas tribos de Chult respeitavam muito esses animais, pois eram considerados filhos de Ubtao. Muitas tribos de Batiri também veneram tais animais, adotando-os como avatares de suas divindades e nomeando suas tribos com seus nomes.

Alguns exemplares destas fantásticas criaturas incluem anquilossauros, brontossauros, deinonicos, dimetrodontes, hadrossauros, pterodontes, estegossauros, pleiossauros, triceratops, tiranossauros e velociraptors.

Dinosaur Race
Uma corrida de dinossauros em Porto Nyanzaru. Arte por Eric Belisle.

Monstros

Em uma breve exploração por Chult é seguro dizer que há, aparentemente, tantos tipos de monstros na selva como existem de espécies mundanas. Aarakocra, aboletes, basiliscos, bullywugs, monstros su, peixes-dragão, homens lagarto, locathah, párias, lagartos do barro, miconidas, salamandras de fogo, nagas, sahuagin, trogloditas, trolls e yuan-ti são apenas algumas das criaturas conhecidas que ameaçam os viajantes na floresta e na savana.

Diferente de outras regiões de Faerûn, dragões são raros, mas podem ser encontrados por vezes em várias partes da selva. Dragões negros podem ser encontrados nos pântanos, enquanto dragões verdes tendem a se estabelecer nas colinas fartamente arborizadas do interior da península. Um ou outro dragão azuis já foram avistados na savana, mais árida. Pelo menos um dragão vermelho já foi visto perto dos vulcões ativos. Entretanto, poucos dragões metálicos ou neutros são atraídos para as selvas.

Embora dragões sejam escassos em Chult, seus parentes não o são. Wyverns e hydras são comuns, e behirs infestam as montanhas. Tartarugas dragão vivem nas águas oceânicas ao redor de Chult, especialmente no Mar Reluzente(Shining Sea) e no Mar sem Rastros(Trackless Sea). Elas costumam aparecer mais frequentemente perto da foz dos três grandes rios – o Olung, o Tath e o Soshenstar – e nas águas da Baía Segura(Refuge Bay). Pelo menos uma dessas feras marinhas mortais, um velho rabugento chamado Aremag (que pode ser visto na imagem cedida pela WoTC que encabeça este post), estabeleceu um território no Mar das Espadas(Sea of Swords) ao norte de Chult, direito no caminho tomado por navios mercantes que navegam para o sul de Portal de Baldur(Baldur’s Gate) ou Águas Profundas(Waterdeep), passando pelo litoral de Calimshan.

Referências

Cordell, B. R.; Greenwood, E.; Sims, C. Forgotten Realms Campaign Guide 4rd edition. Wizards of the Coast, 2008.
Greenwood, E.; Reynolds, S. K.; Williams, S; Heinsoo, R. Forgotten Realms Campaign Setting 3rd edition. Wizards of the Coast, 2001.
Lowder, J.; Rabe, J. The Jungles of Chult. TSR Inc., 1993.
Perkins, C.; Doyle, W.; Winter, S. Tomb of Annihilation. Wizards of the Coast, 2017.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s